3 de outubro de 2022

Na individual Coletivos, a artista Myriam Glatt espalha pelas salas expositivas da galeria Toulouse sua produção pautada por uma repetição quase obsessiva de objetos da natureza como pedras, pessoas, bananas e florais. Numa obra que lida com as relações paradoxais e conflitantes entre o público e o privado, o seriado e o manual, o transitório e o permanente,a artista põe
em xeque pensamentos e abordagens comuns da contemporaneidade.
Fotos Marco Rodrigues



Redes Socias

Deixe um comentário

Related News