29 de setembro de 2022
A UBE  solicitou hoje  ao Tribunal Penal Internacional sediado em Haia, nos Países Baixos, que tenha início a investigação criminal proprio motu por crimes contra a Humanidade, contra o  deputado federal Jair Messias Bolsonaro.
 Bolsonaro elogiou um dos mais notórios torturadores da ditadura militar, no dia da votação (17/04/16)  sobre o processo de destituição da presidente Dilma Roussef, transmitida ao vivo em rede nacional.
A União Brasileira de Escritores  entende que, pela homenagem ao coronel Ustra, e, por extensão, às suas obras e ações voltadas à prática da tortura, o deputado Jair Bolsonaro é um apologista evidente do crime de tortura.
Redes Socias

Deixe um comentário

Related News