4 de dezembro de 2022

A escritora Audrey Carlan desembarca no Brasil pela primeira vez em agosto para participar da Bienal do Livro de São Paulo. Ela é autora da série erótica “A garota do calendário”, que já vendeu mais de 2,5 milhões de exemplares só nos Estados Unidos, permanece na lista dos mais vendidos dos principais jornais americanos e começa também a arrebatar os fãs brasileiros. Nesta semana, os quatro livros já lançados por aqui estão entre os 20 mais vendidos do país, segundo a lista compilada pela revista Veja.

No Brasil, já foram publicados pela editora Verus os quatro primeiros volumes da série: “Janeiro”, “Fevereiro”, “Março” e “Abril”. “A garota do calendário” conta a história de Mia, uma bela jovem que sonha em seguir a carreira de atriz, mas precisa fazer um desvio em seus planos quando o pai, viciado em jogos, contrai uma dívida de um milhão de dólares. Para salvar o pai e a irmã das mãos do agiota que agora persegue a família, ela decide se tornar acompanhante de luxo. A proposta é simples: Mia passará um mês na casa de cada cliente, disponível para o que for necessário. Sexo não está incluído, exceto se for consensual. E os clientes pagam bem. Desta forma, em um ano, ela poderá juntar a quantia necessária.

A série já teve os direitos de publicação vendidos para mais de 30 países, e já teve também seus direitos de adaptação para a TV arrematados pelos mesmos produtores de “Gossip Girl”. No Brasil, todos os 12 volumes da série serão publicados até o fim de 2016.

Redes Socias

Deixe um comentário