3 de outubro de 2022

Logo depois de receber alta médica  de uma inesperada caxumba, a cantora já retomou os trabalhos em três projetos simultâneos. No dia 9 de julho ela embarcou para a Europa, onde fez uma turnê em Portugal e se juntou a outras estrelas na célebre apresentação “Brazilian Dream”, na 50ª edição do Festival de Jazz de Montreux. De volta, ela já está em São Paulo para a temporada de três shows do projeto “Samba de Maria”, que termina amanhã, na qual reverencia os ícones do gênero que abraçou desde 2007, com o elogiado trabalho “Samba Meu”.

Nove anos depois, já com a bênção dos bambas, Maria Rita entra na fase do agraciamento. Com um estilo bastante único de criar e interpretar o ritmo tão brasileiro, ela celebra a turnê de dois anos de seu disco anterior, “Coração a Batucar”, com o registro deste histórico show gravado na Fundição Progresso, no coração da Lapa carioca, que recebeu o essencial título de “O Samba em Mim”, revelando as mais profundas ligações e emoções da cantora com o baticum que ela tanto gosta – Maria Rita é madrinha das escolas Bola Preta, no Rio, e Vai Vai, em São Paulo.

Redes Socias

Deixe um comentário

Related News