4 de dezembro de 2022
Em dois dias o maior evento de música tradicional do país prevê um público de mais de 100 mil pessoas, entre a Central do Brasil e o bairro de Oswaldo Cruz  

Em homenagem ao ano do centenário do samba, a edição 2016 do Trem do Samba programa dois dias de celebrações na cidade do Rio de Janeiro, nos próximos dias 2 e 3. Idealizada pelo sambista, cantor e compositor Marquinhos de Oswaldo Cruz, a iniciativa cultural retrata a viagem de trem de Paulo da Portela e de outros sambistas do começo do século XX, que fugiam da repressão da polícia à cultura africana.
“Sendo Oswaldo Cruz o lugar de mais bens culturais imateriais em relação ao samba e percebendo que vai muito tempo da criação do samba, essas memórias (bens culturais) se materializam e saem pelo bairro provendo essa memória do samba”, afirma Marquinhos de Oswaldo Cruz, idealizador do Trem do Samba e responsável pela curadoria musical do evento, realizado com o apoio da SuperVia.

Redes Socias

Deixe um comentário