4 de outubro de 2022
Criolo, Martnalia e Zé Ricardo

O Rei Roberto Carlos já cantava sobre a festa de arromba, autoria do Tremendão, nos idos anos 60, Gabriel O Pensador fez uma versão para a reunião de músicos, em 2003. O anfitrião de ambas poderia ser o cantor e compositor Zé Ricardo, famoso pela curadoria do palco Sunset no Rock in Rio, onde promove encontros musicais memoráveis. Zé, que hoje também acumula a função de diretor artístico, começou a ter essa ideia de juntar cantores no palco exatamente há 20 anos, quando nascia o Open Air, maior cinema a céu aberto do mundo que reúne cinema, shows e gastronomia. Para comemorar os 20 anos do evento, que agora recebe o nome de “Vibra Open Air” e acontece até o dia 12 de junho, no Jockey Club de São Paulo, Zé Ricardo fez o que sabe como poucos: juntou talentos no palco na noite de abertura.

Foi um agito memorável e para ficar na história, onde ele recebeu nomes como Criolo, Mart’nália, Toni Garrido, Simoninha e Anna Lu.
 
A farra espantou o frio paulistano e foi possível ver Criolo, Zé e T’nália improvisarem um batuque no camarim, antes de entrar em cena, formando uma autêntica roda de bambas. A descontração tomou conta e deu o tom da noite, também na plateia, como podemos observar nas fotos da Filmart Media. No repertório do show, batizado de “Segue o baile”, muitos sucessos, como “Noite do Prazer”, “À francesa”, de Claudio Zoli, “Cabide”, de Ana Carolina e “Let’s stay together”, do Al Green, e hits de Tim Maia, como “Acende o farol”, “Não quero dinheiro” e “Descobridor dos sete mares”.
Fotos  Filmart Media
Maria Eugênia

Martnalia e Toni Garrido 

Renata Boldrini

Simoninha

Zé Ricardo, o criador do Open Air Renato Byinton e Toni Garrido

Redes Socias

Deixe um comentário