30 de novembro de 2022

Alice Maciel, Marcelo Cabral, Paulinho Nogueira  e  Cléo Jordão

De hoje até o dia 12,  Teresópolis se transforma em um pedaço da Itália na serra fluminense com  o “Festival di Teresa”,   que celebra o legado da Imperatriz  Teresa Cristina com muita arte, moda, música e gastronomia italiana.  A Região Serrana tem uma forte presença da imigração italiana, e durante cinco dias, o evento ocupa  espaços e prédios históricos como o Palácio Teresa Cristina, o teatro e os salões do antigo cassino Higino, e a Casa de Cultura Adolpho Bloch. A expectativa dos organizadores é atrair mais de 50 mil visitantes durante o evento. Para Alice Maciel, diretora de produção do Festival, o evento é uma oportunidade de resgatar a imagem da Imperatriz, que foi uma mulher culta e ajudou imensamente o desenvolvimento do Brasil, trazendo ao país artistas e cientistas. “Muito tem se falado na questão do empoderamento feminino, e durante todas as nossas pesquisas para fazer o festival nos deparamos com a força dessa mulher, que por vezes a história não dá o seu devido valor. Realizar o evento na cidade que tem no nome uma homenagem a Teresa é gratificante. Celebrar a cultura italiana em Teresópolis, com a ajuda dos diversos parceiros, muitos deles pertencentes a uma comunidade de imigrantes atuante, traz à região oportunidades únicas, principalmente no pós-pandemia, onde o setor ficou parado por dois anos”. Foto Claudio Andrade


***
Como nada é perfeito, a população da cidade, que apoia o evento, já está reclamando muito do fechamento, por parte da Prefeitura, de uma das faixas da  Av. onde acontece o evento. “O trânsito que já não é bom, está ficando caótico por conta disso”, reclama um morador que não quis se identificar. Alô, Prefeito!
Redes Socias

Deixe um comentário