30 de setembro de 2022

Uma das poucas cópias autorizadas da tela Samba, de Di Cavalcanti, estará, a partir do dia 1º de setembro,  na próxima exposição da Real Galeria de Arte Contemporânea, em Copacabana. A obra original, considerada o maior trabalho do artista e uma das principais representações do Modernismo brasileiro, pertencia ao marchand Jean Boghici e foi destruída pelo trágico incêndio no apartamento de Jean, em 2012. A cópia foi emprestada pelo colecionador Armando Sampaio e estará na mostra ao lado de obras de artistas como Ascânio MMM e Darcilio de Paula Lima, produzidos desde a década de 1950 e arrematados em leilões nos últimos três anos.

Redes Socias

Deixe um comentário