30 de setembro de 2022

Por Lu Catoira

Terno de Ricardo Almeida

Ricardo Almeida, dono de uma das principais marcas de roupas sociais masculinas do Brasil assina, mais uma vez, os ternos da seleção brasileira para a Copa do Mundo de futebol, no Catar em novembro/dezembro de 2022.

Ele já tinha sido o escolhido para a Copa na Rússia, em 2018, pela Confederação Brasileira de Futebol para criar alfaiataria exclusiva de todos os jogadores e comissão técnica. A delegação vestiu modelo azul-marinho. Para a Copa do Mundo do Catar 2022, o traje terá um tom cinza – inspirado na cultura do país, segundo Almeida – e tem variações de gravata ou echarpe.

A linha exclusiva foi feita sob medida. São 75 ternos. As camisas da comissão técnica são em algodão com micro desenho xadrez e gravata de seda. Já os jogadores usarão camisa de linho, com gola Mao e echarpe de algodão. Os forros dos paletós são estampados com elementos do futebol.

Imagem: Reprodução/Ricardo Almeida

Camisas da Nike

A equipe de design da Nike se manteve fiel à história do time, ao mesmo tempo em que uniu tradição, criatividade e sustentabilidade – os uniformes são feitos com 100% de poliéster reciclado de garrafas plásticas.

A primeiro modelo é a camisa amarela (Amarelo Dinâmico) e foi inspirada na Copa do Mundo da Coreia do Sul e do Japão, onde o Brasil se consagrou pentacampeão, em 2002.

A segunda camisa é azul (Azul Supremo) com degradê verde neon e desenhos amarelos que têm como protagonista a onça-pintada, que, segundo a marca, possui “a garra, espírito e resiliência da nação e também representa o estilo de jogo do Brasil: tão feroz quanto artístico”.

Redes Socias

Deixe um comentário