1 de dezembro de 2022
Gostei da entrevista da cinquentona Janja ao programa “Fantástico”. Segura, articulada, serena, cativante, bem humorada. Companheira de Lula nos bons e difíceis momentos da vida do futuro chefe da nação. Não esconde a alegria diante da felicidade e vontade do marido de acertar no cargo.  Não pretende ficar em casa, vendo a banda passar. Não será primeira dama decorativa. Sabe onde pisa. Tem bom senso. Quer sentir-se útil. Estará, sempre que possível, ao lado do marido e presidente eleito. Altiva e vigilante. Dependendo dela, Lula mostrará sabedoria em todas suas decisões. Não fraquejará. Jamais deixará de ponderar e alertar Lula para fatos e episódios que julgar fora do tom, longe do bem da coletividade e do eixo do bom senso. Não está interessada nem preocupada se por ventura suas ações e opiniões causarão ciúmeiras. Janja revelou que trabalhará duramente em três áreas que humilham o Brasil e os brasileiros. No combate ao racismo, na violência a mulher e na fome. “Lula vai reacender a chama da esperança nos corações dos brasileiros”, garantiu a visionaria e otimista Janja.
Foto G1
Redes Socias

Deixe um comentário