1 de dezembro de 2022
Fora do noticiário político, econômico e social das equipes de transição, alguns senadores apelam para merecer migalhas do noticiário. O natal chegando, breve vão desfilar no Congresso fantasiados de papai-noel. Nessa linha inacreditável e patética da falta do que fazer, grupelho de senadores, a frente o cearense Eduardo Girão, incansável mariposa de holofotes, também chamado na terra de Iracema como “Alan Kardeck da Praia do Futuro”, tramam a bobagem atroz e ridícula de apresentar pedido de impeachement do ministro do Supremo Tribunal Federal(STF), Luiz Roberto Barroso. Motivo da desprovida e destrambelhada iniciativa: o ministro Barroso retrucou insultos de bolsonaristas, em Nova Iorque, com o jargão já no gosto dos brasileiros, “Perdeu, Mané”.  É o fim da picada. Senadores vestais grávidas que deveriam cuidar de temas que afligem a vida dos brasileiros e não perder tempo com sandices.  Francamente.
***
Emocionante como os atletas de seleções estrangeiras cantam orgulhosos o hino nacional. Mostram fervor, respeito e amor a seus países. Belo espetáculo a parte, em todas as copas do Mundo. Pena, lamentável, triste  e patético que os jogadores da seleção penta campeã do mundo não façam o mesmo. Não se interessam em saber a letra do belo hino. Alguns fingem que cantam. Mal abrem a boca. Não sabem o que é patriotismo. Vergonhoso. É o fim da picada.
Redes Socias

Deixe um comentário