29 de janeiro de 2023

Wanderley Abreu Jr, o hacker que invadiu o sistema da Nasa quando era adolescente e acabou sendo convidado pela empresa para trabalhar e mostrar as falhas de seu sistema, lançou sua biografia, “Storm”,  na Livraria Travessa do Shopping Leblon.  Entrar no supercomputador mais rápido do mundo aos vinte e um anos foi apenas uma das façanhas — ainda que a mais famosa — do brasileiro Wanderley Abreu, ex-hacker conhecido pelo nickname que usava: Storm. Neste livro, o jornalista Alessandro Greco, nos apresenta sua fascinante trajetória.

Desde criança Wanderley   hackeava o sistema para conseguir o que queria. Depois de invadir a Nasa e ter que ir aos Estados Unidos para dar explicações sobre o ocorrido, atuou com o Ministério Público do Rio de Janeiro ajudando a identificar mais de duzentos pedófilos, na operação que ficou conhecida como Catedral Rio.

Aos 25 anos já tinha criado e vendido sua primeira empresa — a Storm Development — e desde então nunca mais parou de desenvolver criações inovadoras na área computacional.

Hoje usa seus talentos de hacker para analisar tudo o que acontece no campo da tecnologia, desenvolvendo algoritmos, observando o funcionamento de sistemas operacionais, firewalls e todo tipo de segurança on-line, uma de suas especialidades. Também trabalha para instituições como a Nasa em projetos aeroespaciais de grande porte, por exemplo, a sonda Perseverance que pousou em Marte em 2021, e o telescópio James Webb, lançado ao fim desse mesmo ano, para observar os confins do universo.

Em um mundo hiperconectado, a trajetória de Storm sintetiza não só a cultura hacker, mas nos conduz por uma estimulante viagem pela história da tecnologia, suas conquistas e dilemas. Entre os mais de 200 convidados, estava ainda o empresário Ricardo Amaral. 

Redes Socias

Deixe um comentário