6 de outubro de 2022

Geraldo Carneiro é escritor de múltiplas faces: escreveu peças teatrais, letras de música (em parceria com nomes como Astor Piazzolla, Egberto Gismonti e Francis Hime), roteiros para cinema e TV, e é um dos mais importantes tradutores para o português de William Shakespeare. Mas foi na poesia que inaugurou uma trajetória que abarca todas as demais e completa agora 40 anos. Para comemorar essas quatro décadas de uma carreira tão original e prolífica, a Editora Nova Fronteira lança a antologia Subúrbios da Galáxia.
Fazem parte dela poemas representativos das diversas dicções do poeta, alguns deles incluídos em outras antologias, além do poema inédito que encerra o livro, “Fabulosa jornada ao Rio de Janeiro”:

“Escrevi-o para homenagear a história da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, desde seus primórdios até os dias de hoje. O poema é um épico-burlesco, escrito para ser falado em voz alta, como dizia João Cabral. E provavelmente se prestará como libreto para pequenos espetáculos e performances poético-teatrais”, explica o poeta.

O texto da contracapa foi escrito por Millôr Fernandes, em 2002.

Redes Socias

Deixe um comentário