29 de janeiro de 2023

Presidente Jair Bolsonaro discursa após cerimônia de posse do Ministro de Estado da Cidadania, Joao Roma, e do Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onix Lorenzoni e sanção da Lei da Autonomia do Banco Central

O Correio informa (24/01) que surge no cenário internacional um novo palestrante: Jair Bolsonaro. O ex-presidente pretende ganhar fortunas, relatando para desavisados do planeta o oceano de asneiras, sandices,  trapalhadas, rompantes histéricos,   mentiras, lorotas, acusações descabidas, ameaças, agressões a jornalistas e adversários, no exercício da presidência da república. Cargo maior da nação que conseguiu deslustrar com incrível eficiência. Com auxílio de tradutores, já que é monumental monoglota, contará como em 4 anos destruiu as esperanças dos brasileiros. Como debochou da ciência e do perigo da covid-19. Como demorou a comprar vacinas, que poderiam ter evitado milhares de mortes. Como provocou brigas com outros poderes. Como humilhou o Brasil aos olhos do mundo. Como insistiu nas levianas acusações contra as urnas eletrônicas, como reuniu diplomatas e jornalistas estrangeiros para falar mal do Brasil. Como incentivou badernas aos prédios dos 3 poderes, como, grotescamente, jamais admitiu que foi derrotado por Lula em eleições limpas e democráticas, e, finalmente, porque refugiou-se nos Estados Unidos, como fugitivo que tem medo de prestar contas a justiça.
***
Troco duro, firme e irretocável do ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal(STF), Joaquim Barbosa, ao senador eleito e general, Hamilton Mourão. “Poupe-nos da sua hipocrisia, do seu reacionarismo, da sua cegueira deliberada e do seu facciosismo político”, exigiu Barbosa. O repúdio avassalador do ex-presidente da Suprema Corte foi por causa das críticas de Mourão ao presidente Lula, por trocar o comando do Exército. Barbosa coloca pá de cal na vestal grávida Hamilton Mourão: “Senhor Mourão, assuma o mandato e aproveite a oportunidade para aprender pela primeira vez na vida alguns rudimentos de democracia! Não subestime a inteligência dos brasileiros!”.
Foto Agência Brasil
Redes Socias

Deixe um comentário